O Guia Da Luz
  • CBD é legal?
  • A diferença entre CBD e THC
  • Aplicações Terapêuticas
  • CBD em animais domésticos
  • Dosagem correcta de CBD
  • Como são produzidos os nossos produtos
  • Consumo responsável

CBD é legal?

A legalidade da canábis tem sido um tema quente, discutida e debatida ao longo das últimas décadas, com opiniões públicas divididas e maioritariamente com conotação negativa, geralmente associada à actividade criminosa que deriva do tráfico de drogas ilegal por todo o planeta.

Desde meados do século XIX que a planta Cannabis Sativa tem sido estudada cientificamente, assim como os seus efeitos no organismo. Contudo, à medida que são descobertas novas evidências científicas sobre as aplicações terapêuticas, o seu uso medicinal e industrial, e o número crescente de adeptos e apoiantes têm vindo a aumentar exponencialmente, abrindo a mente na aceitação e havendo consciência dos benefícios que a canábis trás para a vida das pessoas e as suas 1001 aplicações na área industrial, terapêutica, medicinal e recreativa.

Ao compreender os benefícios do CBD e THC e os seus malefícios, muitos governos já se chegaram à frente na alteração das suas leis de posse, consumo, tolerância e descriminalização, assim como na permissão para uso medicinal. Recentemente por exemplo, para uso recreativo, o Uruguai (2013), Canadá (2018) e os Estados Unidos da América (apenas alguns estados federais) já permitem o consumo e comercialização para fins recreativos.

A POSIÇÃO PORTUGUESA

Em Portugal, a plantação de cânhamo sempre foi proeminente ao longo dos séculos, desde a era dos Descobrimentos até à actualidade, principalmente na produção de fibras para a indústria têxtil. O nosso país tem as condições ideais de cultivo e crescimento da planta, que têm até suscitado um recente interesse estrangeiro em investir na produção, como atesta esta notícia no jornal Público.

Na área medicinal, só em Janeiro de 2019 é que o Governo Português estabeleceu oficialmente um quadro legal para a preparação, utilização e comercialização da canábis para fins medicinais, consagrado no Decreto-Lei nº 8/2019, que abriu várias portas para os variados tratamentos e medicamentos que a planta oferece, além de investimento estrangeiro na produção.

Quanto ao uso recreativo, em Portugal não é permitido, apesar de alguns esforços partidários recentes no sentido de legalizar o uso recreativo da Canábis. No entanto, desde 2001 que a aquisição, posse e consumo foi descriminalizado, através da Lei nº 30/2000, permitindo a posse até 10 doses diárias. Os limites foram definidos na Portaria nº 94/96, fixando os seguintes:

Dose média diária com base na variação do conteúdo médio de THC existente

  • Nas folhas e sumidades floridas ou frutificadas
    • 2,5g – A uma concentração média de 2% (delta)9THC;
  • Na resina
    • 0,5g – A uma concentração média de 10% (delta)9THC;
  • No óleo
    • 0,25g – A uma concentração média de 20% (delta)9THC.

Clarificados os estatutos de produção, posse, consumo e comercialização, seguimos à questão mais pertinente deste artigo:

O CBD É LEGAL EM PORTUGAL?

É…desde que o THC (tetrahidrocanabinol) no produto seja inferior a 0,2%. De acordo com as declarações do Ministério da Agricultura em Junho de 2018 para a revista Visão, no sentido de esclarecer as dúvidas colocadas, a comercialização e o consumo são permitidos e podem apresentar efeitos benéficos para a saúde.

Portanto, não se preocupe. Todos os produtos vendidos no Guia Da Luz são 100% legais!

A diferença entre CBD e THC

A diferença entre CBD e THC é essencialmente o efeito de cada canabinoide no nosso organismo. Mas, antes de desenvolvermos essa diferença, começamos por explicar o que significa:

CANNABINOIDE

É um termo usado para descrever as substâncias, sejam elas naturais ou artificiais, que compõem a Cannabis e contribuem para a libertação de neurotransmissores no nosso cérebro. A composição química dos canabinoides assemelham-se aos endocanabinoides (ECS), substância que é produzida pelo nosso próprio corpo, interagindo da mesma forma que as substâncias encontradas na planta.
Dos canabinoides mais populares, existe o CBD (abreviatura de Canabidiol) e o THC (abreviatura de Tetrahidrocanabinol), duas das 104 substâncias ativas que se encontra na planta, sendo as mais populares e faladas.
Temos o lado bom, o CBD e o lado mau, o THC, que desempenham funções e interacções diferentes no nosso corpo, influenciando e interagindo em diversas situações como a dor, o apetite, humor, memória, sono e até a resposta imunológica ou os ciclos vitais das células. Comparamos de seguida a diferença:

PSICOATIVO VS NÃO-PSICOATIVO

Uma das principais diferenças entre o CBD e o THC é sua capacidade de causar euforia, ficar sem reação, perder a noção do tempo, etc, após o consumo. Quando se pensa em maconha ou cannabisTHC é o cannabinoide que vem logo à mente. Ele actua directamente na activação de células do recetor cannabinoide CB1 (agonista), sendo responsável pelo efeito psicoativo no cérebro e sistema nervoso central.
Os seus efeitos secundários colaterais a curto prazo são:

  • Problemas de memória;
  • Tempo de reacção reduzido/inexistente;
  • Vasodilatação nos olhos;
  • Aumento do apetite;
  • Aumento da frequência cardíaca;
  • Problemas de coordenação;
  • Boca seca.

Apesar dos seus efeitos negativos, é impossível haver overdose fatal do cannabinoide. Contudo, o seu consumo frequente pode desencadear efeitos secundários negativos a longo prazo tal como a esquizofrenia.

Já o CBD por sua vez, actua no receptor cannabinoide CB2 (antagonista), suprimindo até as propriedades do THC nos receptores CB1. O que significa que o CBD não deixa o consumidor sem reacção e não vicia, não importa a quantidade consumida. As suas propriedades são benéficas com diversas aplicações terapêuticas, que pode encontrar no nosso artigo aqui.

FORMAS DE CONSUMO

Existem diversas formas de consumo, das quais a oferta no mercado varia de país para país consoante a legislação aplicável, principalmente na proporção de THC, que é mais limitada em certos países que outros, não havendo geralmente limites na proporção de CBD. Na Suiça, por exemplo, o limite de THC é de 1% enquanto que, na União Europeia, em regra geral o limite é de 0,2%.

A forma mais comum de consumo é fumar, principalmente para potenciar os efeitos do CBD e THC. Contudo, existem hoje em dia em diversos outros formatos, para aplicações terapêuticas ou simplesmente para uso recreativo:

  • Ingestão oral

O produto mais popular, o óleo CBD, é o mais usado para ingestão, pois permite uma rápida absorção pela língua e pode ser controlada a dosagem através das gotas. Também existe em pasta, cristais e em cápsulas, além de que, para uso recreativo, também existem outros produtos, tais como chás, cerveja ou até bolos.

  • Uso externo

A diferença na utilização externa é na activação das substâncias localmente, não sendo absorvida totalmente pela corrente sanguínea, ao invés da ingestão oral. Neste formato existem as pomadas, cremes, bálsamos, champô, gel de duche, sabonetes, óleos corporais, batons ou sais de banho, com os seus fins específicos, como o tratamento da acne ou hidratação dos lábios por exemplo.

  • Vaporização

A vaporização (ou evaporação) é vista como a maneira mais relaxante de ingerir e como a forma mais saudável de ingestão, pois não estão associadas substâncias tóxicas que acabam nos nossos pulmões, como fumar. A evolução nesta área permitiu haver hoje em dia uma oferta diversificada de e-líquidos à base de CBD adequados para qualquer tipo de vaporizador, que quando ingeridas, são imediatamente absorvidas na corrente sanguínea e permanecem no corpo entre 2 a 4 horas.

  • Ingestão retal

Outra forma mais recente de ingestão para actuação muito rápida no organismo é a ingestão retal através de um supositório CBD, o qual pode ser inserido tanto por via retal, como por via vaginal. No entanto as aplicações por este meio são mais de foro medicinal e terapêutico, que propriamente recreativo.

A aplicação dos diversos produtos existentes que pode encontrar na nossa loja, podem ser aplicados tanto em adultos, como crianças ou até no seu animal doméstico. Consulte toda a nossa gama e verifique nos detalhes as aplicações que cada um pode ter.

 

Ver Produtos Derivados do Cânhamo

 


Aplicações Terapêuticas

CBD é uma substância que ajuda em casos de ansiedade, depressão, insónias ou falta de apetite. Até em questões musculares como espasmos ou dores causadas na prática de desporto pode ser útil.

Os benefícios que o CBD traz são cada vez mais comprovados pelos diversos estudos científicos, estando associados à dissipação ou melhoria dos sintomas dos quais o CBD produz efeitos, tais como:

  • Depressão
  • Esquizofrenia
  • Epilepsia
  • Espasmos
  • Inflamações
  • Convulsões
  • Cancro
  • Dor (Muscular, Nevralgia)
  • Perda de Apetite
  • Insónias
  • Esclerose Múltipla
  • Doença de Parkinson
  • Fibromialgia
  • Osteoartrite
  • Obesidade
  • Distúrbios Alimentares
  • Glaucoma
  • Náuseas ou Vómitos
  • Entre outros.

Á medida que vários estudos e investigações se desenvolvem em torno da Canábis, mais aplicações terapêuticas se descobrem. Casos como o cancro, por exemplo, têm sido promissores na utilização de CBD como agente inibidor do seu crescimento. Visto serem várias as informações neste campo, reunimos algumas das mais importantes para falar neste artigo:

O CBD, A DOR E A INFLAMAÇÃO

Seja no tratamento da dor crónica, dores pontuais, ciática, dores musculares, nevralgia ou inflamações, o CBD actua eficazmente, sem efeitos secundários negativos. É um poderoso analgésico e anti-inflamatório natural, que substitui as medicações existentes no mercado, eliminando ou atenuando a dor de forma significativa e reduzindo a inflamação geral ou localizada.

 Veja como os cannabinoides atuam em forma de analgésico no sistema nervoso central neste vídeo desenvolvido pela Universidade de Toronto no Canadá.

Quando as terapias convencionais não respondem, por vezes, às necessidades do paciente, o CBD actua de forma bastante eficaz. Nisto incluem-se, além das dores gerais e crónicas, patologias como a fibromialgia, artrose, nevralgia, osteoartrite, entre outras que causam dor e inflamação.

Para ávidos desportistas e para pessoas que praticam actividades físicas que poderão ser intensas, o CBD atua também como relaxante muscular, aliviando as dores provenientes de actividade física intensa.

O CBD E A ALIMENTAÇÃO

Existem provas de como a canábis actua em relação a distúrbios alimentares, obesidade ou até a falta de apetite. De acordo com um estudo realizado em 2015, descobriu-se que o THC aumenta o apetite, mas impede o aumento de peso, enquanto que o CBD suprime o apetite, fazendo com que a pessoa se sinta satisfeita mais rápido, não impedindo no entanto a pessoa de comer.

Mas tal como acontece com qualquer plano de perda de peso, uma dieta equilibrada acompanhada de exercício físico regular são sempre formas de sucesso.

CBD NO TRATAMENTO DE INSÓNIAS

CBD pode combater eficazmente a insónia, pois aumenta os ciclos de sono profundo e reduz a fase REM (quando sonhos e pesadelos ocorrem). O efeito é relaxante e sedativo e faz com que a pessoa durante o dia tenha menos stress, ansiedade e esteja mais calma, graças a um maior tempo de sono e aos benefícios que o CBD traz.

CBD NA RESPOSTA AO CANCRO

De acordo com uma reportagem transmitida na RTP1, Paulo Tavares, Coordenador de Oncologia Médica da Unidade de Tumores do Aparelho Locomotor dos Hospitais da Universidade de Coimbra, explica como os canábis medicinal atenua os efeitos da quimioterapia, recomendando o uso aos seus pacientes. Nesses casos, o CBD elimina as náuseas por completo, assim como melhora a alimentação e nutrição.

Também existem estudos efectuados em universidades italianas que sugerem que o CBD é um potente inibidor de crescimento e metastização de tumores, apesar de serem necessárias mais investigações e estudos.

CBD COMO SUPLEMENTO

Cada vez mais, estudos comprovam a eficácia do CBD no combate à doença e como solução eficaz no tratamento. As pessoas têm vindo a se expressar quanto à eficácia e ao alívio das várias doenças, surgindo cada vez mais nos media e online vários relatos em primeira mão e experiências pessoais de como o CBD tem ajudado a superar a sintomatologia ou a doença. Contudo, o CBD não deve ser considerado uma alternativa à medicina tradicional e deve ser sempre discutido com um profissional de saúde como um suplemento alimentar. Fale sempre com o seu médico sobre a utilização destes suplementos alimentares como um complemento e não como uma substituição de medicamento.

DESCOBRINDO A DOSAGEM CERTA

Para quem ainda está a descobrir as vantagens que o CBD traz no alívio dos seus sintomas, as primeiras vezes poderão ser um teste de paciência. Para alguns, a dosagem pode ser pequena e para outros não fazer qualquer efeito no alívio do seu sintoma, portanto poderá levar algum tempo a encontrar a dosagem ideal para o seu caso. As reacções no uso do CBD também irão variar de pessoa para pessoa, sentindo imediatamente os seus efeitos ou levar um tempo até serem sentidos.

Toda a dosagem depende do propósito da qual está tomando CBD. Leia mais no nosso artigo dedicado sobre a dosagem aqui.

Aviso legal
Toda a informação contida neste artigo não constitui aconselhamento médico ou profissional. Não dispensa a consulta de um profissional de saúde qualificado para o tratamento da sua sintomatologia. Não nos responsabilizamos pelo uso indevido, ou pelas dosagens mencionadas neste artigo. Procure sempre aconselhamento profissional.

 

Ver Produtos Derivados do Cânhamo

 


CBD em animais domésticos

Existem certas preocupações que surgem na nossa mente, quando se associam as palavras Canábis e Animal de Estimação. Mas não devemos temer, pois existem diversas aplicações práticas e terapêuticas para o seu companheiro ou companheira de quatro patas que são benéficas para a saúde.
E aqui explicamos o porquê: A par dos humanos, os animais também têm um Sistema Endocanabinóide (ECS), sendo extremamente adequado o uso do CBD nos nossos companheiros.

POSSO DAR CBD COM SEGURANÇA AO MEU ANIMAL DE ESTIMAÇÃO?

Claro que sim! Além de todos os nossos produtos serem 100% naturais, o CBD não é psicoactivo, podendo dar com toda a segurança no seu animal de estimação, pois são especialmente preparados e adaptados para o seu companheiro. O CBD pode ser dado a cães, gatos e até cavalos!
Não existem quaisquer danos colaterais associados ao consumo, ou seja, o seu animal não ficará com a “moca”. Contudo, recomenda-se não exceder a dosagem recomendada e respeitar sempre os horários de administração.

COMO FAÇO PARA DAR CBD AO MEU ANIMAL DE ESTIMAÇÃO?

Em nós, a aplicação do óleo é feita sob a língua. Num animal, essa tarefa tornaria-se impossível, não é?
Por isso, existe outra técnica a adoptar. As gotas são aplicadas na alimentação do seu animal de estimação, de forma a que ele ou ela absorva o CBD através da sua dieta.
Também foram criadas cápsulas de CBD específicas para o seu animal de estimação como alternativa ao óleo, semelhantes a biscoitos.

APLICAÇÕES TERAPÊUTICAS AO SEU COMPANHEIRO(A)

Desde o alívio da dor ao relaxamento, existem diversos benefícios que ajudam o seu companheiro(a) a ter melhor qualidade de vida, os quais destacamos alguns:

  • Alívio da dor;
  • Alívio da ansiedade/stress;
  • Combate a perda de apetite;
  • Melhora o humor;
  • Reduz crises de epilepsia;
  • Suprime convulsões;
  • Ajuda a tratar infecções;
  • Ajuda a manter o equilíbrio na pele e o pêlo macio e brilhante.
ÓLEOS MAIS RECOMENDADOS

Dado que é necessário ter em conta o peso e idade do animal, os óleos recomendados são de 1% e 5%.
O de 1% será mais fácil de ajustar a sua dosagem ideal, pois a sua concentração baixa ajuda a regular melhor a quantidade de gotas a administrar. Para iniciar a toma é o mais recomendado, podendo depois mudar para uma concentração mais elevada, caso se justifique.
O óleo de 5% já apresenta uma concentração superior e é recomendado aos animais que já tomam uma dose adequada para os seus sintomas e necessitem de um óleo de concentrações maiores para aplicar menos gotas e o frasco também durar mais tempo. Este óleo também é popular, por ser aplicado em conjunto com os seus donos, caso também tenham algum sintoma ou patologia em que o óleo possa ajudar.

DETERMINANDO A DOSAGEM E FREQUÊNCIA CORRETA

Dado o seu porte e peso, os animais naturalmente não poderão tomar a mesma dose que os seus donos, e a sua dosagem deve ser sempre cuidadosamente planeada e monitorizada para que os seus efeitos sejam sentidos.

A regra mais básica de dosagem para cães ou gatos resume-se a esta:

– Entre 0,2mg a 1mg por quilograma de peso.

Vamos supor que tem um gato que pesa 6kg. Para determinar a dosagem para o seu gato, fazemos os seguintes cálculos:

Determinando a dosagem mínima: 0,2×6= 1,2mg

Determinando a dosagem máxima: 1×6 = 6mg

Assim, determinamos no exemplo acima que a dosagem ideal para o gato de 6kgs é entre 1,2mg a 6mg.

Partilhamos uma tabela exemplo abaixo:

Entende agora porque anteriormente referimos que o de 1% é mais fácil de ajustar a dosagem?

E agora que você está esclarecido(a), explore os melhores produtos na nossa loja para o seu animal de estimação!


Dosagem correcta de CBD

Muitos clientes chegam a fazer esta questão pertinente que, no entanto, a sua resposta é mais complicada do que parece.
Cada pessoa tem uma experiência única com o óleo de CBD. Os efeitos variam de pessoa para pessoa, portanto não podemos definir uma dosagem exata, pois além dos seus efeitos serem únicos em cada pessoa, dependem dos seguintes factores:

  • Idade
  • Peso
  • Sexo
  • Tolerância
  • Toma de medicação

Encontrar a dosagem ideal adaptada a si requer sempre ajustes e experiências, principalmente nos primeiros dias de uso. Os primeiros passos requerem paciência e perseverança para que consiga atingir os resultados certos com a dosagem certa. As boas notícias é que o seu uso é totalmente seguro e praticamente sem riscos associados. Se não sabe ou não tem a certeza de como fazer com o seu óleo, leia este artigo até ao fim.

No entanto, existe um guia de exemplo que reflete as dosagens mais consistentes e usadas que poderão servir de ponto de partida. O peso é um factor importante, pois influencia na dosagem. Quem tem mais peso poderá necessitar de uma dose mais elevada em relação aos que têm menos peso. Mostramos na seguinte tabela:

ENTÃO, COMO FAZER?

Geralmente, deve começar por uma dosagem baixa e lentamente aumentando a dose, caso não estejam a surgir os efeitos pretendidos.

Muitos dos utilizadores frequentes descobrem que, uma dose entre 10 a 20mg tomados entre 1 a 2 vezes ao dia é suficiente para dar um efeito satisfatório.
Contudo, existem pessoas que tomam uma direcção completamente diferente e tomam apenas entre 1 a 3mg, sendo que uns tomam uma vez ao dia e outros tomam de 12 em 12 horas.

Qualquer que seja o seu método a adoptar, certifique-se de que comece com uma dose baixa e vá aumentando caso não surjam efeitos.
Embora neste artigo não damos recomendações ou indicações pessoais, podemos entretanto referir que geralmente as pessoas com os seguintes sintomas/patologias começam por:

  • Ansiedade/Depressão: 6mg (3 gotas de 5%)
  • Dor Crónica/Aguda: 12mg (6 gotas de 5%)
  • Insónias: 4,5mg (2 gotas de 5%)

Tenha em consideração que os números acima são meramente indicativos e o óleo de 5% usado como exemplo de gotas.

DURAÇÃO DOS EFEITOS

Tal como na quantidade a tomar, a duração dos efeitos podem variar de pessoa para pessoa. Para algumas, uma dose diária pode ser suficiente para dar algum alívio. Outras necessitam de uma dose de manhã e outra à noite para terem os seus sintomas aliviados.

O uso da menor dosagem e frequência da toma é recomendado. Para além de poder poupar algum dinheiro, e o frasco durar mais tempo, também elimina a ínfima possibilidade de desenvolver algum tipo de tolerância. Apesar da probabilidade ser praticamente nula, não descartamos essa possibilidade.

Recomendamos então, iniciar com uma toma diária, seja de manhã ou à noite e caso não estejam a surtir efeitos durante todo o dia, passar a tomar duas vezes ao dia. Nos casos que por exemplo, a dor seja severa, pode tomar até três vezes ao dia, obrigando naturalmente a essa necessidade.
Com isso em consideração, existem pessoas que já tomaram várias doses, excedendo os 30mg por dia e nunca tiveram algum efeito adverso. Não existem também casos de overdose em qualquer parte do mundo, pois é impossível. Segundo a Organização Mundial de Saúde, não há relato de qualquer morte associada com a canábis.

Geralmente após uma toma contínua durante uma semana, os seus efeitos serão cada vez mais prolongados, podendo durar até 24 horas uma única toma, sendo esse um factor que dependerá de pessoa para pessoa, claro.

PERÍODOS MAIS INDICADOS PARA TOMA

Os momentos mais indicados para tomar o óleo de cânhamo são:

  • De manhã (antes/após o pequeno almoço)

Pode optar por tomar logo que acordar (em jejum) ou após tomar o seu pequeno almoço. Qualquer uma das opções serve, no entanto, pelo sabor do óleo ou alguma pequena intolerância no estômago sem comida poderá optar por tomar antes ou depois.

Para stress, ansiedade e dor este período de toma é recomendado.

  • À noite cerca de 1 hora antes de deitar

Porquê ser 1 hora antes de deitar? Para pessoas que sofram de insónias, tomar o óleo cerca de 1 (ou 2) hora(s) antes de deitar, é o tempo ideal para que o óleo produza os seus efeitos e faça com que a pessoa tenha um sono reparador e relaxante, reduzindo as fases REM.

Pode também optar por tomar de 12 em 12 horas (caso opte por tomar 2 vezes ao dia) ou de 8 em 8 horas para situações mais extremas como dores severas. Tome de acordo com o que consegue se sentir mais confortável e aliviado(a).

COMO TOMAR O ÓLEO?

Como não poderia deixar de ser, deixamos também esclarecida outra questão pertinente que costumam colocar.

CBD é mais eficiente quando absorvido directamente pela corrente sanguínea, sendo o método mais eficaz a aplicação directa debaixo da língua.
Portanto, para aplicar da melhor forma, coloque as gotas desejadas debaixo da língua e aguarde, pelo menos, 60 segundos antes de engolir. Certos artigos até remetem para aguardar mais que um minuto para ter melhor eficácia.

Deste modo, o CBD vai directamente para a corrente sanguínea e não passa pelo sistema digestivo, ao contrário do que se pensa. A não ser claro, que engula o óleo directamente sem aguardar pelo menos 1 minuto debaixo da língua.

QUANTO CBD TEM POR GOTA?

Todas as garrafas devem apresentar uma quantidade em mg da concentração de CBD que contêm. Contudo, a concentração não reflecte os miligramas por gota, que será completamente diferente, assim como o seu tamanho, que poderá vir em frascos de 10, 30 ou 50ml e não deverá confundir as suas concentrações.
Em exemplos práticos explicamos:

  • Um frasco do óleo de 5% de 10ml contêm 500mg de CBD. Tendo entre 220 a 240 gotas num frasco, cada gota corresponderá a cerca de 2,1mg de CBD.
  • Podem haver frascos com a mesma quantidade de CBD e diferentes percentagens, tal como um frasco de 5% com 30ml e um frasco de 15% com 10ml. Ambos apresentam 1500mg de CBD. A diferença entre eles é naturalmente que os 1500mg do óleo de 5% encontram-se diluídos em 30ml de frasco, enquanto que os 1500mg do óleo de 15% encontram-se mais concentrados num frasco de 10ml.

Portanto fique atento(a) tanto à percentagem como à quantidade de CBD nos frascos. É importante saber diferenciar esta situação para não acabar tomando uma dose demasiado alta em relação ao que devia de tomar.

Apresentamos então abaixo a quantidade aproximada por gota nas percentagens comercializadas, tal como na tabela acima indicada:

  • Óleo de 1% = 0,4mg
  • Óleo de 5% = 2,1mg
  • Óleo de 15% = 6,5mg
  • Óleo de 30% = 13mg

Para uma dose de 6mg por exemplo, iria necessitar de 15 gotas de 1% ou 3 gotas de 5% ou 1 gota de 15%. Agora entende o porquê da diferença das percentagens correto?

Nota: Tenha sempre em atenção que este artigo e a sua informação não dispensa a consulta de um profissional de saúde qualificado para o tratamento da sua sintomatologia. Procure sempre aconselhamento profissional.

 

Ver Produtos Derivados do Cânhamo

 


Como são produzidos os nossos produtos

Nesta página, explicamos-lhe todo o processo de cultivo, produção, preparação e empacotamento / embalamento dos nossos produtos.

FLOR DE CÂNHAMO CBD

A nossa paixão pelo cânhamo reflecte-se pela qualidade dos nossos produtos. E todos eles derivam da flor de cânhamo, produzida por especialistas dedicados ao cultivo e manutenção das plantas. O nosso cânhamo é 100% orgânico e cresce sem qualquer uso de pesticidas ou herbicidas. Usamos predadores naturais para combater qualquer tipo de praga nas nossas plantas, portanto tudo o que usamos é biológico e natural, não havendo quaisquer componentes químicos ou sintéticos que possam alterar ou afectar a composição da planta. Tudo é realizado com paixão, para que a qualidade possa satisfazer completamente a exigência dos nossos clientes nos produtos finais.

Toda a nossa produção é feita em ambiente fechado e controlado, estando a produção completamente assegurada sem desequilíbrios externos que possam comprometer a produção, tal como as variações meteorológicas. Portanto, cada planta, desde a sua germinação até à sua recolha, é feita em condições ideais.

Produzimos as estirpes mais comuns e populares da planta, disponibilizando aos nossos clientes uma selecção variada e adaptada ao gosto de cada um. Destacamos as mais populares: Amnesia, Lemon Haze, Pineapple Express, Hawaiian Skunk, Strawberry Diesel, Afghan Hash, Mango Kush Hash/Pollen Marocan. As concentrações de CBD variam entre elas, sendo a concentração mais comum inferior a 6%, atingindo até 12% (Afghan Hash), com a percentagem de THC em todas elas inferior a 0,2%.

Todas as flores são armazenadas em locais frescos e secos, abrigados da luz solar e a temperaturas controladas onde, após a compra de cada cliente, são então separadas, pesadas e embaladas manualmente em sacos de plástico ZIP, seguindo um protocolo rigoroso de higiene e manuseamento, de acordo com o pedido de compra de cada cliente. Assim garantimos que, no momento em que abre a sua encomenda, seja tal e qual como se a flor tivesse sido colhida momentos antes de ter-lhe sido entregue.

ÓLEO CBD

O óleo é extraído directamente da flor através de um processo chamado Supercritical Fluid Extraction (SFE-CO2), ou como o nome indica, Extracção com Fluído Super-crítico. Basicamente cria mudanças de fase, quando usando temperatura e pressão com Dióxido de Carbono (CO2). O resultado final é sempre um produto limpo, inalterado e consistente. Este método cria um óleo puro, limpo e seguro, sem a necessidade de usar solventes tóxicos ou qualquer outra substância sintética que afecte a qualidade dos nossos óleos.

Porquê usar CO2? A resposta é bem simples. Além de ser um processo eficiente e barato que várias indústrias usam para variados óleos e produtos médicos, é também um agente desinfectante natural, que não deixa praticamente resíduos, prolongando a vida útil do óleo CBD, daí oferecermos uma validade superior no mercado, até 2 anos desde a abertura da embalagem.

A cada extracção que fazemos, em ambiente controlado, são efectuados sempre testes laboratoriais com amostras de cada lote de produção, garantindo sempre a qualidade premium em cada frasco comercializado. Assim que cada lote é aprovado, é feito a medição e enchimento manual com recurso a um controlo electrónico para que cada embalagem tenha exactamente a mesma quantidade de óleo produzida. Todos os frascos são submetidos a um processo de esterilização, para que todo o conteúdo seja 100% de óleo CBD da mais alta qualidade.

OUTROS PRODUTOS

Para além dos produtos mencionados acima, existem outros que estarão disponíveis em breve na nossa loja, os quais:

  • E-Liquid para Vapes
  • Doces CBD
  • Sais de banho CBD (Mango Kush e Lemon Haze)
  • Protectores labiais CBD (criada através de produtos 100% biológicos)

 

Ver Produtos Derivados do Cânhamo

 


Consumo responsável

Aqui no Guia Da Luz, estamos conscientes sobre o consumo abusivo e desmedido, embora o mesmo não apresente quaisquer perigos de sobre-dosagem ou overdose, pois é impossível como relatado no nosso artigo sobre as diferenças entre CBD e THC. Contudo, seria imprudente não deixarmos aqui algum aconselhamento.

Nunca substitua a sua dieta regular pelo CBD

CBD deverá ser sempre considerado como um suplemento alimentar que completa a sua dieta e não um substituto à mesma.

Consulte sempre um médico antes de tomar CBD

A toma de CBD deverá ser sempre acompanhada por um profissional de saúde qualificado, para lhe recomendar as doses certas.

Tome cuidado ao dar CBD ao seu animal doméstico

A aplicação de CBD na dieta do seu companheiro de estimação deverá ser sempre acompanhada por um profissional veterinário qualificado, para que sejam recomendadas as doses certas para o seu animal de estimação.

O CBD é por sua conta e risco

Apesar de todo o aconselhamento e informação contida neste site, tenha em conta que a posse não deixa de ser ainda ilegal em Portugal para determinadas quantidades. Não nos responsabilizamos por eventuais disputas jurídicas e legais. Use o seu bom senso ao adquirir os produtos na nossa loja.

 

Ver Produtos Derivados do Cânhamo

Artigos Relacionados

Sobre o autor Ver todos os artigos

O Guia Da Luz

Pin It on Pinterest

Share This