O Guia Da Luz

Você já sentiu (ou sente com frequência) arrepios que vem do nada? Arrepios inexplicáveis? Eles podem ter origem no mundo espiritual, confira a explicação.

O SIGNIFICADO ESPIRITUAL DOS ARREPIOS

O nosso corpo é formado por uma cadeia de energias, e nós trocamos energia com o ambiente e com os seres e objectos ao nosso redor. Essa troca energética é algo natural que nós todos fazemos de forma inconsciente. O arrepio costuma acontecer quando nós entramos em contacto com outros campos energéticos em densidades diferentes da energia presente no nosso corpo. Lembramos que nem todo arrepio tem origem espiritual. Existem os arrepios físicos decorrente da sensação de frio ou febre, por exemplo. Os arrepios emocionais, decorrente de uma forte emoção ou sentimento, como quando ouvimos uma música que nos agrada. Os arrepios que aqui tratamos são aqueles que não se encaixam nesses quesitos.

 

PARA ENTENDER MELHOR

Podemos imaginar a nossa energia circulando em nosso corpo como um fluxo, uma cadeia. Quando nós entramos em contacto com a energia de outra pessoa, ambiente ou coisa que tem densidade diferente da nossa, ela quebra esse fluxo, essa cadeia, com a finalidade de trazer a troca energética. Como isso acontece de forma brusca, nós sentimos no nosso corpo físico o arrepio. É como se fosse a descarga rápida de uma energia, que logo se regulariza e nós voltamos ao normal. É a mesma lógica dos outros tipos de arrepios: quando estamos com o corpo quente e um vento frio bate, temos uma quebra de tensão, de temperatura, e o arrepio mostra isso e logo regula a temperatura corpórea. Quando estamos tensos e recebemos uma massagem, podemos arrepiar, porque a energia tensa do nosso corpo é quebrada dando lugar a uma energia mais calma, daí vem o arrepio.

 

POR QUE NEM TODAS AS PESSOAS SENTEM OS ARREPIOS INEXPLICÁVEIS?

Devido à sensibilidade e devido à densidade da energia da pessoa. Algumas pessoas são mais sensíveis às trocas energéticas, e por isso sentem essa quebra do fluxo energético com maior frequência. É relatado também que algumas pessoas têm energia com densidade pouco convencional, com frequência mais alta ou mais baixa do que as demais pessoas e lugares ao seu redor. Por isso, ao entrar em contacto com um campo energético diferente do seu ela acaba sentindo com frequência essas pequenas descargas eléctricas.

 

ESSES ARREPIOS SÃO RUINS PARA O CORPO?

Não exactamente. Depende muito do tipo de energia que a pessoa está trocando com os outros. Existem as energias negativas e as energias positivas. Se após o arrepio você sente sensação de mal estar, você deve estar absorvendo energia negativa de pessoas, lugares ou objectos. Se isso acontecer, o melhor é que você mude o seu campo energético, se afaste desse lugar e busque pensar em coisas boas, pensamentos optimistas, fazer coisas que te fazem bem.

Há também a possibilidade de sentir bem estar após o arrepio, sentir sensação de tranquilidade, bondade ou felicidade espontânea. Isso acontece quando você está ao redor de um fluxo de energia positiva muito grande e é benéfico para o seu corpo espiritual. Caso você perceba essa energia positiva, é recomendado que você sinta esse momento, porque pode ser que uma entidade de luz esteja passando para lhe dar uma bênção.

 

E QUANDO NÃO SE SENTE NADA DEPOIS DO ARREPIO?

Provavelmente é porque você está realizando uma troca energética com algum campo de densidade diferente do seu mas com a mesma vibração, não há descarga de positividade ou de negatividade.

 

OS ARREPIOS DA RELAÇÃO SEXUAL

Muitas vezes sentimos arrepios durante a relação sexual. É claro que boa parte desses arrepios são físicos, pois o sexo injecta uma carga de harmoniosos e neurotransmissores muito grande em nossos corpos. Mas é notório o quanto esses arrepios são maiores quando você tem envolvimento afectivo, pois a troca energética realizada com a pessoa é mais intensa. A troca não é só de prazer, mas também de sentimento e energia, por isso que muitas pessoas afirmam que fazer amor é melhor que fazer sexo, é uma questão energética.

 

Artigos Relacionados

Sobre o autor Ver todos os artigos

O Guia Da Luz

Pin It on Pinterest

Share This