O Guia Da Luz

O processo de reencarnação é necessário para que possamos alcançar o estágio máximo para a elevação completa ao plano espiritual. Muitas pendências que deixamos em nossas vidas passadas precisam ser resolvidas e trabalhadas em cada reencarnação. Nisto, o espírito se põe num corpo humano para que, nos meios sociais e culturais deste corpo, ele possa se aperfeiçoar e ter uma reencarnação eficaz.

O PRIMEIRO ESTÁGIO DO PROCESSO DE REENCARNAÇÃO

O primeiro momento do processo de reencarnação acontece quando o espermatozóide e óvulo se encontram no útero da mulher. A partir deste momento, com o começo estrutural do feto, o espírito a ele predisposto começa a se aproximar. Nesta aproximação ele conhece os pais, a vida e o meio em que viverá. Ele procura apreender o máximo de informações possíveis, pois, sabe que após encarnar não se lembrará mais deste momento. Muitos factores, que parecem insignificantes para a reencarnação, são essenciais, como a língua, a localização, a etnia, entre outros. Estes, não escolhidos por acaso, moldarão às necessidades do reencarnante, ajudando-o a evoluir.

O SEGUNDO ESTÁGIO DO PROCESSO DE REENCARNAÇÃO

No segundo estágio, o espírito cria uma fusão com a primeira (o espermatozóide e o óvulo). Ele se insere à vida por completo durante o nascimento. Nesta transição ele acaba por esquecer o seu estado da vida espiritual e se consolida ao corpo humano. Esse esquecimento da vida espiritual acontece devido ao trauma do nascimento, mas suas características de espírito, que precisam ser aprimoradas nesta nova vida, permanecem. Nos primeiros dias de vida, a consciência psíquica do espírito começa a criar o início de seu caminho. A doutrina espírita diz que os seres reencarnantes já começam a estabelecer em seu subconsciente toda a trajectória da vida. As missões que precisam ser seguidas e as possíveis decisões a serem tomadas. Todo esse caminho é estabelecido para que a reencarnação seja válida para com o seu objectivo.

O TERCEIRO ESTÁGIO DO PROCESSO DE REENCARNAÇÃO

O terceiro e último estágio de uma reencarnação acontece quando o espírito, em si, sente-se completo à vivência do corpo atual, ou sela, ele vê que chegou ao limite de transformações daquela vida. Nestes momentos a passagem para o próximo plano começa a se aproximar.

Pessoas que muito sofreram em sua existência tendem a morrer mais cedo, devido à toda transformação que o espírito já passou. Os seres que morrem em idade avançada prolongam seus períodos de reflexão sobre a vida. Estes alcançam, geralmente, um estágio filosófico para a autorreflexão. Neste quesito, através da bondade, mostram também ao mundo que seus espíritos estão muito próximos de um equilíbrio espiritual.

Mas nem sempre é assim. Quem nunca se deparou com a frase: “era tão bom, mas morreu tão cedo”. Neste caso, o espírito já estava tão próximo do estado de pureza, que apenas algumas dezenas de anos no plano terrestre já lhe foram necessárias. É por causa disso que o espiritismo sempre pregou a bondade, o amor e a mansidão, a fim de que possamos ser gentis uns com os outros e, futuramente, reflectir esta missão positiva a nós mesmos.

A reencarnação, segundo as doutrinas do espiritismo, é um processo pelo qual precisamos passar a fim de elevarmos a nossa alma para a perfeição do plano espiritual. O mundo terrestre, assim como uma lima, molda todas as imperfeições de uma pedra bruta. Até que nos alcancemos como diamante perfeito, necessitamos deste espírito sedento de pureza, para que – em cada corpo que habitarmos – este seja sempre purificado e livre de todo o mal.

PORQUE É TÃO DIFÍCIL RECONHECER A REENCARNAÇÃO?

Muitas pessoas se perguntam se realmente o processo da reencarnação acontece, pois é deveras complexo o seu entendimento. Para isto, o espiritismo nos revela que, a partir do nascimento, os seres começam a esquecer sua vida passada, porque foi uma decisão do espírito a escolha de um tal corpo, em uma determinada época. No choque de seu renascimento, suas memórias começam a borrar e nos primeiros dias de existência, sua vida passada se esvai, restando apenas alguns fragmentos.

QUEM FOMOS NA VIDA PASSADA?

Bem, existem diversos conselhos para reconhecermos algo do que fomos antes da reencarnação. Algumas características intensas, popularmente conhecidas como o génio da pessoa, são uma delas. Às vezes se difere tanto da família que se torna visível. Por exemplo, uma família calma e silenciosa que mora no campo dá à luz uma criança agitada que adora falar em alta voz. O que é humanamente impossível de se explicar, para os espíritos é algo comum. Talvez seja até mesmo o génio forte que o corpo terá que aprimorar nesta vida, visto que o espírito escolheu pais calmos e serenos.

A REENCARNAÇÃO É PARA TODOS?

Sim, todos temos que reencarnar pelo menos uma vez em nossa existência terrestre. Esse processo é necessário, pois a figura humana não tem uma natureza perfeita. Mas existem pontos importantes a ser entendidos sobre o tempo de reencarnação. Nem todas as pessoas viverão a mesma quantidade de reencarnações para a pureza do espírito. Assim, espíritos que carregam grandes débitos de vidas passadas tendem a reencarnar mais vezes, ou por maior tempo em um só corpo, a fim de que, alcance rápido o máximo de cura pelo corpo ou viva uma experiência longínqua numa intensa purificação.

QUANDO PARAMOS DE REENCARNAR?

Bem, quando o espírito alcança o máximo estágio de pureza, ele acaba por passar ao plano espiritual e abandona o terrestre. Estes espíritos estão preparados para viver em completa serenidade e gozar de uma paz de espírito imensa, sem se preocupar com a morte. Mas, às vezes, muitos espíritos, mesmo completamente purificados, acabam voltando para habitar outros corpos. Estes são referenciados como espíritos de majestoso amor, pois, como exemplos de almas puras e bondosas, podem fazer muito mais por nós no plano terreno do que no espiritual. Assim acontece o encantamento por certas pessoas, que por vezes acreditamos se tratar até mesmo de um anjo.

Artigos Relacionados

Sobre o autor Ver todos os artigos

O Guia Da Luz