O Guia Da Luz

1. Um hóspede constante nunca é bem-vindo

Ser hospitaleiro é uma virtude. Abusar da confiança do anfitrião, uma falta de educação. Se você vai visitar um parente ou um amigo, não se esqueça de ficar apenas o tempo adequado. Você não deve se esquecer de que está em uma casa que não é sua e que, portanto, é apenas um convidado.

Durante os dias ou as semanas em que você ficar lá, procure ajudar em todas as tarefas. Seja amável e educado. E antes de ir embora presenteie o anfitrião de alguma maneira. Assim, você vai demonstrar sua gratidão e será convidado de novo no futuro.

2. Durma com cachorros e você acordará com pulgas

Esse é um dos provérbios celtas mais conhecidos. Tenha cuidado com as pessoas com as quais você se relaciona, principalmente se você sabe que elas não são boas, principalmente se você faz confidências que podem se voltar contra você. Muitas vezes tendemos a nos aproximar de pessoas assim por vários motivos, de maneira que no terreno social a inteligência também pode nos conferir uma grande vantagem.

Se depois de ignorar as advertências você for prejudicado pela sua decisão, a responsabilidade será sua.

 

3. Contra palavras alheias de raiva nada melhor do que uma boca fechada

Contra gritos e ameaças, o mais elegante e sensato é não contra-atacar. Uma pessoa irritada muitas vezes manda mensagens sem pensar no conteúdo, na forma ou nos aspectos. Não caia na tentação de se colocar no mesmo nível e seja prudente, especialmente se você valoriza a relação que tem com essa pessoa.

A sensatez e o saber escolher as palavras são habilidades imprescindíveis para que uma discussão acalorada não acabe se desviando para o terreno pessoal, provocando dessa maneira feridas profundas. Nesse sentido, o ato de se conter demonstra sua nobreza e o seu saber estar. Se você não descer ao mesmo nível da outra pessoa, o mais comum é que ela, cedo ou tarde, acabe se juntando a você. Além disso, você terá ganhado o respeito e a admiração dela.

 

4. Alguns dos frutos mais doces crescem entre os espinhos mais pontiagudos

Muitas vezes nos sentimos desanimados com os nossos objectivos de vida. Nós nos damos conta de que estamos nos esforçando ao máximo, mas não vemos os resultados: fazemos uma força que não gera trabalho. Os celtas nos dizem para não deixar que essa situação, com certeza difícil, acabe com as nossas reservas de esperança: com o esforço e a constância, os resultados positivos chegam, embora nem sempre sejam os esperados.

O trabalho duro é um grande aliado da sorte. Pode ser que o caminho seja longo e cheio de obstáculos, mas a recompensa sempre vai valer a pena. Pense que de pouco servem as inspirações se não estivermos trabalhando.

 

5. Olhe para o sol, mas não dê as costas à tempestade

Todos nós temos épocas boas e ruins. Por mais que desejamos o constante ou o cotidiano, a vida tem uma natureza dinâmica. Esse é um dos provérbios celtas que convidam você a olhar para o futuro com otimismo, mas não se sinta confiante demais: pode ser que a tempestade lhe faça uma surpresa. Os celtas nos dizem para tentar manter um equilíbrio saudável entre a esperança e a prudência, entre a aventura e o “se por acaso”, de maneira que o crescimento seja possível em qualquer circunstância.

Nesse sentido, o corajoso não é quem ignora os medos, mas aquele que age se sobrepondo a eles. É quem se atreve a medir os riscos e agir assumindo as consequências das suas decisões.

 

6. Perdoe o erro, mas não se esqueça dele

Perdoar é para os sábios, mas esquecer é para os bobos. Perdoe quem fez algum mal para você e esqueça o fato em si, mas guarde na memória o que você aprendeu. Especialmente se o mal causado não tiver sido intencional, se a pessoa tiver pedido perdão ou tiver demonstrado o intuito de reparar o mal causado.

O perdão vai fazer com que você se torne mais forte e, ao mesmo tempo, mais sábio. Utilize a lição que você aprendeu para entender como os outros podem se sentir quando você erra. Pense que a convivência é sobretudo um exercício de empatia, especialmente no erro.

 

7. A verdade às vezes é amarga. Mas como qualquer remédio, é preciso engolir.

Algumas vezes temos tanto medo da verdade que preferimos escutar a mentira. Enganamos a nós mesmos para não encarar as situações… quando, no fundo, sabemos que é um erro. Aceitar é o primeiro passo para a mudança, para a ação e, até mesmo, para a resignação quando não temos espaço de manobra.

A longo prazo, se a mentira for profunda, acabará fazendo mais mal do que a verdade. Pense se você prefere um baque repentino, mas certeiro, ou uma ferida crônica de difícil cura. Suas escolhas são a forma como você exerce um pouco de controle em relação ao que acontece com você.

Esses provérbios celtas enfatizam que o povo celta era um povo com reflexões clássicas, entendendo como clássico aquilo que dificilmente se consegue fazer melhor. Além de inteligentes estrategistas, eles foram pioneiros em permitir que as mulheres tivessem acesso à propriedade privada sem depender de nenhum homem.

Hoje em dia, seus ensinamentos ganham mais peso do que nunca e nos mostram que a tolerância, a prudência e a compreensão do mundo já eram temas sobre os quais reflectiam há mais de mil anos, chegando a conclusões e premissas que não deixam de ser bússolas inteligentes para o mundo actual.

Artigos Relacionados

Sobre o autor Ver todos os artigos

O Guia Da Luz